Associação Riograndense de Imprensa discutiu tributos e desigualdade social em palestra

O economista Dão Real Pereira dos Santos, auditor-fiscal da Receita Federal e diretor de Relações Institucionais do IJF – Instituto Justiça Fiscal palestrou na sede da ARI (Associação Riograndense de Imprensa) no dia 30 de novembro. Ele abordou o tema “Os tributos de cada um e a desigualdade social”.

A palestra foi voltada para profissionais e estudantes da comunicação e da economia, sindicalistas, interessados no tema e público em geral. O objetivo foi o de esclarecer e difundir o que é realidade quando se trata da questão dos tributos – da realidade tributária no Brasil, suas distorções e injustiças, seus princípios, suas funções, a legislação brasileira sobre tributação, mitos e verdades.

Vilson Romero, presidente da ARI e integrante da Anfip – Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil foi mediador do debate. O encontro foi resultado da participação das alunas Fabiane Christaldo e Luciana Vasques Conceição na quinta edição do Curso de Extensão da UFRGS, Educação Fiscal e Cidadania, realizado numa parceria de várias instituições, entre elas o IJF.

A atividade permitiu uma interação com a sociedade ampliando o conhecimento acerca da legislação e da arrecadação tributária brasileira e a aplicação dos recursos no desenvolvimento das políticas públicas, especialmente na esfera social.

Participaram jornalistas, comunicadores, advogados, corretores de imóveis, estudantes do ensino médio e universitários. A palestra colocou a realidade da questão tributária no Brasil, desmistificando a ideia de que a carga tributária brasileira é das mais altas do mundo. Foram apresentados dados estatísticos a respeito da receita e do uso dos tributos, além de esclarecidos vários pontos sobre a legislação tributária, destacando algumas injustiças quando se trata da cobrança de tributos sobre o consumo e a cobrança, bastante insignificante, sobre o patrimônio.

Conforme o título do evento “Os tributos de cada um e a desigualdade social” foi possível aos participantes entender, também através do debate quão necessária e urgente é a reforma tributária no nosso País, a fim de diminuir as desigualdades e promover a justiça fiscal.

Comentários