Com um calendário mais “folgado” até o fim de setembro, o Inter projeta melhor rendimento na Série B

Com um cronograma mais espaçado de jogos nas próximas nove semanas, o Inter prevê o crescimento da equipe no returno da Série B do Campeonato Brasileiro, que começa na tarde do próximo sábado, pela vigésima rodada. O adversário, em casa, será o Londrina-PR, que o Colorado venceu por 3 a 0 na partida de abertura da competição, há quase dois meses.

Até o dia 26 de setembro, devido ao calendário paralelo de competições no País, o Colorado só entrará em campo aos sábados – com exceção dos duelos contra o Paysandu (em 25 de agosto, sexta-feira) e Atlético-MG (pela semifinal da Copa Primeira Liga, na quarta-feira seguinte), ambos no estádio Beira-Rio. Com isso, o técnico Guto Ferreira terá uma margem maior para preparação técnica e tática, além da recuperação física dos atletas.

“Ainda não está do jeito que a gente quer, afinal faltam 19 novos jogos e precisamos crescer”, ressalta o comandante, que respira mais aliviado após os maus desempenhos colorados que quase custaram o seu cargo. “Até que o trabalho comece a andar, vai um tempo de adaptação, correção e montagem. O grupo sofria pressão e, devagar, foi superando etapas. Estamos trabalhando em cima da lavoura e os frutos começam a surgir, mas precisam estar maduros.”

Semana de treinos

Sob a chuva fina que caía na capital gaúcha na manhã dessa terça-feira, D’Alessandro e companhia participaram da segunda das cinco manhãs de treinamento desta semana no Parque Gigante. Na primeira parte da atividade, Guto colocou no gramado a mesma equipe que venceu o Guarani na rodada anterior, indicando a provável manutenção do esquema tático 4-1-4-1 já consolidado na equipe.

Os exercícios de ataque contra defesa se concentraram nas saídas de bola adversária, por meio da marcação sob pressão e da recuperação de bola. No outro lado do gramado, o restante do grupo praticou cruzamentos e finalizações. A sessão foi finalizada com um treino tático para ajuste de posicionamento e testes com diferentes escalações.

Praticamente todo o grupo está à disposição, o que proporciona alternativas para o jogo de sábado, incluindo o volante chileno Felipe Gutiérrez, após cumprir suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo. A dúvida está no ataque: com William Pottker assegurado e Eduardo Sasha “mostrando serviço”, em tese resta uma vaga na posição, a ser disputada por Leandro Damião e Nico López, sendo pouco provável que ambos atuem lado a lado.

Retorno à elite

Vice-líder da Série B, com 33 pontos e apenas três abaixo do Vila Nova-GO, pela primeira vez desde o início da competição o Inter soma três vitórias consecutivas. E sem sofrer gols. Um cálculo realizado pelo site www.globoesporte.com, com base na média dos pontos das últimas edições do certame e na consulta a especialistas em estatística, aponta o caminho do Inter para retornar à elite do futebol nacional.

Para isso, o time precisa somar ao menos 30 dos 57 pontos em disputa até a última rodada (no final de novembro), o que representa um aproveitamento em torno de 52% – índice menor que o apresentado pela equipe na virada de turno, com 57,9% (nove vitórias, seis empates e quatro derrotas, com saldo de 12 gols). Para se ter uma ideia, em tese isso significaria que bastaria vencer todos os dez jogos a serem disputados no estádio Beira-Rio.

“Conseguimos com uma sequência de resultados com bom desempenho, o que é muito importante. Esse é um campeonato de resistência, de chegada. A gente precisa manter essa regularidade, pois temos todo um segundo turno para disputar e não podemos nos acomodar”, ressalta o vice-presidente de Futebol do clube, Roberto Melo.

Comentários