O Barcelona ofereceu 625 milhões de reais para tirar o brasileiro Philippe Coutinho do Liverpool. Caso o negócio seja concretizado, será o segundo maior valor já pago por um jogador de futebol, perdendo apenas para Neymar

O Barcelona (Espanha) apresentou proposta de 160 milhões de euros (R$ 625 milhões) para comprar os direitos federativos de Philippe Coutinho do Liverpool (Inglaterra). Segundo fontes ligadas às tratativas, a intenção da equipe catalã é fechar o negócio até o início da semana que vem e apresentar o brasileiro de 25 anos à torcida no estádio Camp Nou o mais rápido possível. A janela de transferências internacionais foi aberta na segunda-feira e se encerrará no dia 31.

O meia da Seleção Brasileira sob o comando do técnico Tite já teria entrado em contado com o técnico do time espanhol, Ernesto Valverde, e ouviu o argumento de que ele que se encaixaria na equipe titular. Coutinho também já teria manifestado ao  técnico alemão Jurgen Klopp e à diretoria do clube da cidade dos Beatles a sua vontade de trocar de equipe e pediu que sua situação seja compreendida. Antes disso, conversou com colegas de seu país, que o encorajaram a mudar de endereço.

Dentre os que o estimularam a insistir na transferência foi Neymar, que no ano passado fez uma espécie de “caminho inverso” ao de Coutinho, trocando o Barcelona pelo PSG (Paris Saint-Germain), na mais cara contratação de um jogador já registrada na história do futebol.

Em agosto do ano passado, o Barcelona já havia apresentado três ofertas para contratar o brasileiro, todas recusadas pelo Liverpool. O clube inglês chegou a divulgar um comunicado oficial, dizendo que Coutinho não estava à venda. Apesar de contrariado, o armador não viu outra solução que não fosse continuar no Reino Unido.

Se concretizada, a transferência fará de Coutinho o segundo jogador mais caro da história do futebol, ficando atrás apenas dos 222 milhões de euros (R$ 867,5 milhões em valores atuais) que o PSG pagou ao Barcelona por Neymar.

De acordo com a imprensa espanhola, representantes de Coutinho procuram casa para o brasileiro em Barcelona. Em 31 de dezembro, a Nike, patrocinadora do time catalão, publicou uma imagem da camisa que Coutinho usaria no Camp Nou. O post das redes sociais foi apagado minutos depois, mas irritou a cúpula do Liverpool.

Trajetória

Nascido no Rio de Janeiro, Philippe Coutinho iniciou a sua carreira profissional no Vasco da Gama, em 2009. Desde então, já vestiu as camisas da Internazionale de Milão (Itália), Espanyol (Espanha), Liverpool (Inglaterra).

Na Seleção Brasileira, a sua primeira convocação ocorreu em agosto de 2010, quando o escrete nacional tinha como treinador o gaúcho Mano Menezes, que o chamou para um período de treinamentos na Europa, sem jogos oficiais. A estreia oficial com a verde-e-amarela ocorreria em outubro daquele mesmo ano, em um amistoso contra o Irã.

Já na segunda gestão do técnico Dunga, Coutinho foi convocado para amistosos contra a Colômbia e o Equador. Ele integrou o elenco que disputou a Copa América Centenário em 2016, quando o Brasil acabou eliminado na primeira fase. Com a entrada de Tite no lugar de Dunga, o meia foi convocado para as eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 e, desde então, tem feito parte do time titular.

Comentários