O Inter encerra nesta sexta-feira os treinos para o duelo de sábado contra o Santa Cruz-PE. Uma vitória no Beira-Rio deixará o Colorado ainda mais perto do retorno à Série A

Nico López está de fora do duelo, após receber o terceiro cartão amarelo.

FONTE: O SUL – http://www.osul.com.br/

Líder isolado da Série B do Campeonato Brasileiro após vencer o América-MG no estádio Beira-Rio, o Inter agora volta todas as suas atenções para o duelo deste sábado, novamente em casa, contra o Santa Cruz-PE. A partida, marcada para as 16h30min, terá cobertura ao vivo da Rádio Grenal (95.9 FM ou www.radiogrenal.com.br). O time colorado irá em busca de mais uma vitória diante da sua torcida, no Gigante, para se consolidar no topo da tabela de classificação e dar mais um passo rumo ao retorno à Série A.

A tarde dessa quinta-feira foi de reapresentação no centro de treinamentos do Parque Gigante. Os jogadores que estiveram em campo na maior parte do confronto com o América-MG na noite anterior fizeram exercícios regenerativos, enquanto os demais treinaram com bola sob o comando do técnico Guto Ferreira. A escalação só deve ser confirmada horas antes do jogo, a exemplo do que tem sido feito pela maioria dos técnicos ao longo do returno.

O lateral Cláudio Winck, que tratava de uma lesão muscular, treinou normalmente nesta quinta e poderá ficar à disposição. O atacante Nico López e o lateral Uendel, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, são desfalques certos. Na manhã desta sexta-feira, o plantel tem a sua última atividade preparatória antes de enfrentar os pernambucanos.

Situação

No momento, o Colorado soma 51 pontos, a três de distância do vice-líder (América-MG) e a nove pontos do quinto colocado (Ceará) – mesmo em caso de tropeço no Beira-Rio neste sábado, o time do Saci não poderá ser alcançado na rodada. Faltando 12 rodadas para o final da competição (que termina na última semana de novembro), estimativas extraoficiais indicam que o passaporte para a Primeira Divisão depende de apenas mais quatro vitórias ou um empate em todos os compromissos daqui por diante, desempenho improvável diante do retrospecto mais recente do alvi-rubro gaúcho: nos últimos dez confrontos do certame, só perdeu para o Juventude.

Essa projeção tem por base a média 63 pontos dos quartos colocados (só os quatro primeiros obtêm o acesso) na história da Série B por pontos corridos, iniciada em 2006. Na avenida Padre Cacique, direção, comissão técnica e elenco evitam o clima de euforia, mas analistas dão como praticamente certo que o Saci alcançará o seu principal objetivo de 2017 de forma antecipada, com grande probabilidade de ser campeão – há colorados, no entanto, que defendem o “desapego” de tal título, como uma espécie de “tapa-de-luva” no Grêmio, que em 2005 conquistou o troféu ao vencer o Náutico na famosa “Batalha dos Aflitos”, comemorada com um DVD.

Em entrevista coletiva após o treino dessa quinta-feira, o meia Camilo (espécie de “camisa 12” do time, pois tem entrado na etapa complementar em quase todas as partidas, a exemplo de Nico López) elogiou o atual momento da equipe mas chamou a atenção para a necessidade de disparar à frente dos demais concorrentes, conseguindo com maior tranquilidade a tão esperada volta à elite do futebol brasileiro. “Estamos em uma fase decisiva”, frisou. “O objetivo está próximo, no entanto precisamos manter os pés no chão. Encontramos o caminho e o resultado está vindo.”

Comentários