O Inter venceu o América-MG por 2 a 1 no Beira-Rio e agora é líder isolado da Série B

FONTE: O SUL – http://www.osul.com.br/

Diante de 36 mil torcedores que coloriram de vermelho e branco o estádio Beira-Rio na noite dessa quarta-feira, o Inter venceu por 2 a 1 o América-MG, em partida válida pela vigésima-sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados pelo volante Edenílson no primeiro tempo e pelo atacante Nico López na etapa complementar.

Com esse resultado, o Colorado se isolou na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, com 51 pontos, três a mais que o próprio adversário e nove à frente do quinto colocado, o Ceará. No próximo sábado, o time do Saci volta a campo, novamente em casa, dessa vez contra o Santa Cruz-PE (em décimo-sexto lugar, quase na zona do rebaixamento).

Uma vitória deixará o clube gaúcho ainda mais próximo de garantir de forma antecipada o seu retorno à Primeira Divisão. Estatísticas extraoficiais projetam que, para isso, são necessários mais quatro ou cinco resultados positivos nas próximas 12 rodadas até o fim da competição, que termina na última semana de novembro.

O Inter do técnico Guto Ferreira colocou em campo Danilo Fernandes, Alemão, Ernando, Víctor Cuesta, Uendel, Rodrigo Dourado, Edenilson, D’Alessandro (Camilo), William Pottker, Eduardo Sasha (Nico López) e Leandro Damião (Charles).

Já o América-MG, sob o comando de Enderson Moreira, escalou João Ricardo (Fernando Leal), Norberto, Lima, Rafael Lima, Pará, Ernandes, Juninho, Renan Oliveira (Ruy), Matheusinho (Felipe Amorim), Luan e Edno.

O jogo

O Inter se impôs desde os primeiros movimentos do duelo com os mineiros. O time de Guto Ferreira tinha mais posse de bola, trocava bons passes e pressionava no campo de ataque. Aos 6 minutos, Eduardo Sasha matou a bola no peito e arriscou o chute de longa distância que quase surpreendeu o goleiro João Ricardo.

Aos 10 minutos, Edenilson lutou pela bola nas proximidades da área e fez o passe para Leandro Damião, que chutou cruzado, pela linha de fundo. Aos 19 minutos, D’Alessandro cobrou falta buscando o canto direito e o goleiro defendeu. Aos 25 minutos, Sasha bateu com qualidade e João Ricardo espalmou a bola de forma providencial.

O volume ofensivo se transformaria em gol aos 27 minutos, quando D’Alessandro cruzou com perfeição da esquerda e Edenilson cabeceou, entre os zagueiros, para abrir o placar. Foi o primeiro gol do volante com a camisa colorada e a décima-quinta assistência de D’Ale na temporada. O Inter quase ampliou aos 29 minutos: William Pottker pegou rebote e disparou uma bomba por cima do travessão.

Em lance isolado, o time de Minas Gerais empatou o jogo. Aos 39 minutos, Luan entrou na área pelo lado esquerdo e concluiu com qualidade para igualar o marcador.

A etapa complementar começou com o Inter chegando com força na frente. Logo a 1 minuto, Alemão, deslocado pelo lado esquerdo, fez grande jogada e cruzou para o cabeceio de Pottker que acertou caprichosamente o travessão. Aos 9 minutos, Sasha finalizou da entrada da área para a defesa de João Ricardo. Aos 12 minutos, o América-MG teve boa chance de virar o placar, mas Danilo Fernandes defendeu o chute à queima-roupa de Edno.

Aos 14 minutos, a arbitragem interferiu negativamente no andamento partida. D’Alessandro fez lançamento em profundidade para William Pottker, que entraria livre na área para marcar o gol se o goleiro João Ricardo não tivesse se atirado no corpo do atacante. O árbitro marcou a falta, mas não expulsou o jogador mineiro, que levou apenas um cartão amarelo.

A partida ficou paralisada por sete minutos e o goleiro, inclusive, sentiu uma lesão após o choque e precisou ser substituído. Aos 24 minutos, o goleiro Fernando Leal foi exigido pela primeira vez, em chute cruzado de Pottker que foi defendido em dois tempos.

Aos 40 minutos, dois jogadores que haviam entrado momentos antes no time – Camilo, no lugar de D’Alessandro, e Nico López, no de Sasha – protagonizaram o lance que resultou no segundo gol. Uendel fez lançamento, Camilo deu uma casquinha na bola com a cabeça e Nico López encheu o pé para acertar o canto esquerdo, marcando o seu décimo-quinto gol pelo Inter. Aos 49 minutos, um susto: Luan chutou e a bola raspou a trave direita. Nada mais mudava o placar final que garantiu a décima-quinta vitória no certame.

Comentários