Operação Overdose da Polícia Civil apreende 10 mil comprimidos de ecstasy no Litoral Norte gaúcho

A Polícia Civil realizou, nesta sexta-feira (05), a maior apreensão de ecstasy da história da corporação no Rio Grande do Sul. No total, foram 10 mil comprimidos apreendidos que seriam utilizados em festas e eventos no Litoral Norte. O Operação Overdose foi realizada pela 1ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico, do Denarc (Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico).

A droga era transportada por uma mulher de 21 anos. Após monitoramento de vários sistemas de transporte, a investigada foi presa em flagrante no terminal rodoviário do Litoral Norte. A iniciativa faz parte da Operação Noturna, que promove ações constantes de combate ao tráfico de drogas sintéticas em eventos e festas de Porto Alegre, Região Metropolitana e Litoral Norte, durante a Operação Verão 2018.

Os coordenadores da investigação e da ação foram os delegados Guilherme Calderipe e Thiago Lacerda, respectivamente. Além deles, o delegado regional do Litoral Norte, Heraldo Guerreiro, acompanhou a Operação Overdose.

O diretor de investigações do Denarc, delegado Mario Souza Souza, afirmou que “foi um trabalho qualificado que desmontou um importante esquema de fornecimento de drogas, sendo que as investigações prosseguem com o objetivo final de desarticular a organização criminosa”.

O secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, ressaltou que “essa foi a maior apreensão de drogas sintéticas da história da Polícia Civil gaúcha. A Operação Overdose tem um duplo significado: além de tirar de circulação essas drogas, é um duro golpe nas organizações criminosas, pois essa carga tem um valor estimado em R$ 1 milhão”.

Comentários