Polícia descobre túnel 50 metros e frustra o que seria a maior fuga da história do RS

A investigação durava quatro meses e cerca de 50 metros de túnel já havia sido construídos. Sete pessoas foram presas (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

A Polícia Civil descobriu, na manhã desta quarta-feira (22), um túnel construído por uma facção criminosa de pelo menos 50 metros  próximo ao Presídio Central, em Porto Alegre. A investigação durava quatro meses e cerca. Sete pedreiros que trabalharam na obra foram presos.

(Foto: Polícia Civil/Divulgação)
Quadrilha foi presa nesta quarta (22). (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

O túnel, que estaria sendo aberto para a fuga de detentos no meio do carnaval, foi construído para possibilitar a escapada de ao menos 200 detentos de uma das galerias do presídio.

O buraco foi descoberto a partir de uma investigação do Denarc (Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico). Havia suspeita de que integrantes de uma facção inteira utilizariam o túnel para deixar a prisão.

A construção estava sendo feita a partir de uma casa que fica numa rua lateral do presídio, onde os agentes encontraram geladeira e outros eletrodomésticos. A polícia ainda investiga se a casa foi alugada ou invadida por bandidos.

Para a polícia, esse é o maior plano de fuga da história do Rio Grande do Sul.

 

 

Comentários

Comentários

799 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.