Polícia descobre furto qualificado de energia em templo satânico em Gravataí

Agentes do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) descobriram, nesta sexta-feira (12), a prática de furto qualificado de energia elétrica no templo satânico localizado no distrito de Morungava, em Gravataí, na Região Metropolitana de Porto Alegre, onde duas crianças foram mortas em rituais de magia negra.

Segundo a delegada Marina Ver Goltz, os policiais civis foram ao templo acompanhados de técnicos da concessionária RGE. Eles constataram a ligação clandestina feita diretamente na rede da empresa.

Uma mulher de 28 anos, dona do local , foi presa em flagrante por furto de energia. Ela é companheira do bruxo que atuava no templo. A ação fez parte da Operação Blecaute.

Crianças mortas

O ritual de magia negra feito no templo no qual duas crianças foram mortas é investigado pela polícia. Os menores teriam sido alcoolizados e depois esquartejados. Existe ainda a suspeita de abuso sexual. Durante as buscas no templo, foram apreendidas uma capa e uma máscara supostamente utilizadas no ritual.

Os corpos das vítimas foram encontrados esquartejados no bairro Lomba Grande, em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, no ano passado. A Justiça decretou a prisão de sete suspeitos.

Comentários